• Marta Pohlmann

Escoliose | O que é? | Tipos | Tratamento com Quiropraxia



Nestas últimas semanas iniciamos um tratamento com uma adolescente de 15 anos que apresentava um caso de escoliose e resolvi escrever um pouco mais sobre o assunto. Acredito que sejam dúvidas de diversas pessoas que buscam tratamentos para amenizar as dores ou desconfortos causadas por essa condição e por isso, gostaria de compartilhar um pouco sobre como a quiropraxia pode ajudar nesse processo.


O que é a escoliose?


A escoliose é uma curvatura anormal da coluna. Normalmente ela gera uma curva compensatória para o lado oposto formando um “S” se olharmos o paciente de costas. O diagnóstico preciso da escoliose não deve ser feito apenas pela observação. É preciso fazer um exame de imagem (radiografia panorâmica da coluna) para podermos medir quantos graus o paciente apresenta. Só consideramos escoliose se a curvatura é acima de 10 graus.



De acordo com a intensidade da curvatura, temos diferentes tipos de escoliose:


  1. Curvatura fisiológica normal até 10 graus (assintomática, praticamente imperceptível os desvios se os olhos não são bem treinados apenas observando o paciente sem ter exames de imagem);

  2. Escoliose leve acima de 10 graus (muito comum, normalmente sem dores mas pode causar alguns desconfortos leves na lombar ou região entre as escápulas);

  3. Escoliose moderada de 20-40 graus (dependendo do grau pode haver dores/desconfortos causados pelas curvaturas acentuadas e desequilíbrios musculares);

  4. Escoliose moderada/grave acima de 40 graus (neste nível pode ser cogitado o uso de colete ou um encaminhamento cirúrgico, dependendo do caso, se houver comprometimento de órgãos e outras estruturas).


Sintomas e alterações posturais que podem estar relacionadas com a escoliose:


  • Um ombro mais elevado que o outro.

  • Uma perna mais curta que a outra.

  • Rotação da caixa torácica para um lado.

  • Quadril mais elevado de um lado.

  • Costelas proeminentes de um lado.

  • Contratura muscular mais evidente de um lado.

Porque a escoliose se forma?



Ela vai se formando durante a fase de crescimento das crianças e se consolida uma vez que o paciente passa pelo pico de crescimento da puberdade. Por isso é bem importante termos atenção e observarmos alterações posturais nas crianças para iniciarmos o tratamento ainda em fase de crescimento e evitar o agravamento das curvaturas. O resultado acaba sendo bem mais efetivo pois as curvaturas estão se desenvolvendo.


O colete resolve?


O uso de colete para escoliose é indicado para casos severos. A avaliação da escoliose por um bom profissional é fundamental pois se utilizado o colete em casos de escoliose leve ou moderada pode agravar a curvatura pois o colete impede o movimento e fortalecimento da musculatura ao longo da coluna.


Quiropraxia para escoliose?


A quiropraxia da mais mobilidade para as articulações sobrecarregadas devido as curvaturas. Alivia tensões da musculatura. Reduz o estresse sobre as costelas e demais articulações, melhorando assim visivelmente as curvaturas. Nesta imagem é possível perceber a evolução da postura da paciente ao longo das sessões realizadas.



Tratando a escoliose com quiropraxia


Inicialmente deve-se fazer uma avaliação do caso com um quiropraxista habilitado e verificamos a necessidade de fazer uma radiografia para medirmos a grau da escoliose, se o paciente ainda não tiver exames de imagem. O ideal é fazermos um trabalho multidisciplinar em conjunto com outras terapias, sendo muito importante também para a saúde da coluna, fortalecer a musculatura com auxílio de profissionais que orientem, com muita atenção e cuidado, e indiquem exercícios específicos para conseguirmos melhorar os desconfortos.


Se você ainda ficou com dúvidas sobre a escoliose, envie uma mensagem pelo nosso Whatsapp!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo